facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Você sabe o que a realidade aumentada pode fazer pela sua empresa?

LoadingFavorito
realidade-aumentada

Realidade Aumentada: as oportunidades da tecnologia estão mais perto do que você imagina. Saiba como aproveitá-las

Há alguns dias, aqui no portal Endeavor, realizamos uma análise mais detalhada sobre o fenômeno do Pokémon Go. No artigo, mostramos que o sucesso do jogo para smartphones foi tudo, menos casual. E que, na jornada de vinte anos que John Hanke levou para desenvolver o app, há inúmeros aprendizados inspiradores para a sua gestão.

Como você já deve ter ouvido por aí, Pokémon Go se tornou também um case no campo da Realidade Aumentada. Inicialmente criticada, a integração entre virtual e real tem trazido resultados elogiados por profissionais de áreas bastante diversas. Afinal, desconhecidos estão saindo dos sofás para conversar, congregar e elaborar estratégias de caça às famosas criaturinhas. O jogo é um ótimo exemplo de como a realidade aumentada tem transformado gestões e mercados.

Com possibilidades em plena expansão, a RA vem atraindo empreendedores em busca de oportunidades nos mais diversos setores, da publicidade à educação.

É uma tendência que ganha cada vez mais espaço, e que você precisa conhecer melhor, mas do que se trata, exatamente?

Realidade Aumentada é o nome dado à sobreposição de objetos e imagens no ambiente virtual por meio de algum dispositivo tecnológico. Ou, de uma forma mais simples, é a tecnologia que permite que o mundo virtual seja misturado ao real. Ela tende a abrir novas dimensões na maneira como executamos tarefas, ou mesmo aquelas que incumbimos às máquinas. Exatamente o que acontece com os jogadores de Pokémon Go.

Leia também: O fim da era dos aplicativos: sua empresa está preparada?

A RA promove a interação diferente do usuário com o objeto e com o meio. Novas experiências e novos conteúdos podem ser gerados com o uso da tecnologia. De acordo com este artigo do Sebrae, o mercado publicitário é o maior consumidor dessa tecnologia, mas as tendências apontam para outros possíveis mercados em expansão, como os de educação, entretenimento, turismo e varejo.

  • 2016: um marco da Realidade Aumentada

Em 2015, as promessas da tecnologia já eram tentadoras. Muitos equipamentos de hardware foram anunciados, e alguns conteúdos até foram disponibilizados. No entando, 2016 vem se provando como o ano da Realidade Aumentada.

Até agora, alguns dos equipamentos anunciados estão chegando às mãos de (poucos) consumidores, e os conteúdos desenvolvidos vêm proporcionando experiências únicas para um público ansioso por novidades. Diante desse cenário, certas tendências vêm sendo observadas. Algumas delas podem trazer grandes oportunidades, e é por isso que você precisa conhecê-las:   

1. A primeira dose é de graça

De acordo com este artigo do AR Blog, os consumidores não terão de pagar pelas primeiras experiências com a tecnologia de Realidade Aumentada. Referindo-se especificamente aos headsets, os “fones” que proporcionam a experiência mais imersiva, o patrocínio de grandes empresas vem impulsionando o desejo inicial e a adoção por parte de mercados.

Analistas afirmam que, após esses contatos iniciais, a tendência é que os consumidores se mostrem muito interessados em pagar por experiências de alta qualidade em RA. “Os usuários percebem imediatamente o potencial já no primeiro minuto, quando movimentam a cabeça. Eles se dão conta instantaneamente, tipo, ‘Uau! Fui transportado!’”, afirma Brian Blau, analista da Gartner, empresa de consultoria.

2. Conteúdo é fundamental

Os dispositivos são incríveis, é fato; mas, sem o conteúdo adequado, não servirão para muita coisa. Para garantir que os consumidores não se frustrem, os desenvolvedores dos aparelhos estão altamente motivados a encorajar a criação de conteúdos de qualidade. E isso tem sido observado principalmente na indústria dos games, da mídia e até mesmo do varejo.

Leia também: 10 principais erros no marketing de conteúdo

A boa notícia é a de que esses esforços vêm dando resultado. Não apenas pelo número de apps utilizando RA (como o Pokémon Go), que aumenta cada vez mais, mas pela forma como isso vem sendo feito. O próprio jogo de John Hanke usa de forma exemplar os recursos de smartphones (como a câmera) para promover aquela mistura entre real e virtual.

3. A TV e o cinema estão de olho

As indústrias da TV e do cinema estão sempre em busca de novas formas de “bombar” seus produtos. E é claro que a RA já entrou neste radar. A ação desenvolvida para “Perdido em Marte”, pela Fox, é um ótimo exemplo. O espectador é literalmente colocado nos “sapatos” do desafortunado astronauta  interpretado por Matt Damon.

Outros casos, como os de “Ghost in the Shell,” “Assassin’s Creed,” e a sequência de “Independence Day”, também trazem experiências de vídeos em 360o em seus lançamentos, mas a inovação na publicidade e na mídia está só começando. Os grandes estúdios estão investindo pesado em RA, e os primeiros experimentos vem gerando resenhas cheias de entusiasmo de audiências e críticos. Grandes novidades virão, e num futuro bem mais próximo do que imaginamos. Mas, e por aqui?

No Brasil, startups já vêm explorando as possibilidades oferecidas pela RA. E vale a pena conhecer algumas delas, até para provar que as inovações da tecnologia não estão tão distantes assim:

  • Digital Illusions:Desenvolvedora do aplicativo Ar.on, que adiciona, a objetos, novas possibilidades de interação e de conteúdo. Com ele, um anúncio em uma revista pode se tornar uma nova plataforma interativa com o consumidor, por exemplo;
  • Eruga: Startup da área de educação. Utilizando um dispositivo que pode ser um smartphone, tablet ou smart glass, o aluno aprende por meio de um livro didático interativo, gamificado e em três dimensões.

Como se pode notar, quando se trata de RA, ainda há muito campo para ser explorado. As oportunidades estão apenas começando a surgir, e vale ficar atento(a) a elas. Quem sabe você não emplaca o próximo Pokémon Go?

Correalização:

Logo Sebrae SITE

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: