Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Como se relacionar com o investidor após receber o aporte de capital?

LoadingFavorito

Construir uma parceria baseada na confiança irá ajudá-lo a alcançar o seu verdadeiro potencial.

Um colega empreendedor uma vez compartilhou comigo sua visão de como tratar os investidores: “Trate-os como cogumelos… Alimente-os com excrementos e mantenha-os no escuro!” Surpreendentemente, muitos empreendedores partilham desta opinião e querem investidores apenas pelo dinheiro. Ao manter sua distância, os fundadores mantêm maior autonomia. Muitas vezes, eles procuram vários investidores, de modo que nenhum deles tenha verdadeiro poder sobre o negócio. Ambas as estratégias são um erro.

PreviewUnir-se a um investidor principal e construir uma parceria baseada na confiança irá ajudá-lo a alcançar o seu verdadeiro potencial e sobreviver a qualquer soluço que possa aparecer no caminho. Aqui estão algumas dicas sobre como criar uma relação produtiva com o investidor:

(1) Construa confiança em um nível pessoal

Use a visão de longo prazo. Não diferente de um casamento, a relação investidor-empreendedor dura um longo tempo. Você pode construir confiança sendo transparente, não tendo medo de não ter todas as respostas e partilhando todas as notícias importantes em tempo real. Como investidor, eu realmente aprecio quando um CEO me chama para celebrar um novo contrato ou para compartilhar um problema que acabou de surgir e que ele quer ouvir o meu conselho sobre a melhor forma de reagir.

(2) Crie uma dinâmica de Conselho de Administração eficiente

Eu prefiro conselhos pequenos em que há uma clara divisão de funções e responsabilidades. Por exemplo, um membro pode assumir a liderança de finanças/contabilidade, outro em Fusões & Aquisições e, talvez, um terceiro membro do conselho ajude com RH ou estratégias de mercado. Estes membros do conselho se reúnem com a empresa fora do horário do conselho e reportam ao conselho sobre o seu progresso. Reuniões de Conselho devem ser muito bem estruturadas com um plano claro do que você quer alcançar em cada reunião. Uma refeição (pré ou pós reunião de Conselho) também é uma boa maneira de criar comunicações informais com os membros do Conselho. Eu prefiro reuniões bimestrais do conselho, mas gosto de receber relatórios financeiros mensais. Além disso, eu faço questão de falar com os CEOs das minhas empresas várias vezes por mês.

(3) Prepare materiais eficazes, por escrito

Os melhores livros de Conselho não tem mais do que 30 páginas e incluem: a) análise de quais eram as prioridades para o trimestre e como desempenhamos com relação a eles, b) informações financeiras detalhadas do período, comparando-os com o ano anterior e com o orçamento, c) uma página de indicadores-chave de desempenho (KPIs), e d) um resumo dos principais projetos sendo realizados com farol de cores indicando o desempenho de cada um em relação ao cronograma. Distribua os materiais, alguns dias antes da reunião.

(4) Use os investidores para ajudarem em suas áreas de competência

Como empreendedor, você provavelmente já tem uma boa noção dos pontos fortes e fracos de seus companheiros de equipe. Você deve ter uma visão semelhante do seu investidor. As áreas em que investidores financeiros tipicamente adicionam mais valor são a) fazendo apresentações comerciais, b) ajudando você a recrutar talentos fora do seu universo de contatos, c) ajudando-o a pensar nas mais difíceis decisões de estratégia macro, d) ajudando a executar aquisições e e) ajudando a levantar mais dinheiro (através de dívida ou outros investimentos). Peça sua ajuda e acompanhe sua performance.

(5) Se gradue de um investidor se você crescer mais do que ele

Às vezes, a sua empresa cresce além da área de competência de um determinado investidor. Assim como às vezes uma empresa supera as competências da equipe fundadora. Isso é uma coisa boa. Reconheça quando isso acontecer e gerencie ativamente o processo de forma que você tenha voz ativa sobre quem vai ser o seu próximo investidor.

Tenho visto dinâmicas fantásticas entre investidores e empreendedores. Parcerias verdadeiras são possíveis. As recompensas são fantásticas. Boa sorte!

Martín Escobari  foi co-fundador e CFO do Submarino.com e hoje é diretor-executivo em São Paulo da General Atlantic LLC, uma empresa líder em global growth equity, onde chefia o  programa de investimentos da América Latina.

, General Atlantic LLC, Diretor
Martín Escobari é diretor-executivo em São Paulo da General Atlantic LLC, uma empresa líder em global growth equity, onde lidera o  programa de investimentos da América Latina. Até 2011, foi sócio da Advent International em São Paulo, na qual liderou os investimentos na Cetip S.A., Frango Assado e a aquisição da GRV Solutions pela Cetip.  Antes de unir-se à Advent, Martín foi co-fundador e CFO do Submarino.com, empresa líder de varejo on-line, onde liderou o IPO e venda para Lojas Americanas (transação de US$ 1,6 bilhões).  Atuou, também, como profissional de investimentos no fundo de private equity GP Investimentos. Ele iniciou sua carreira como Associado no Boston Consulting Group em Nova York.  É graduado em Economia, magna cum laude, em Harvard College, possui MBA pela Harvard Business School com high distinction, onde também graduou-se como Baker Scholar.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: