Como salvar
a inovação no Brasil?

As scale-ups serão o grande impulso para a retomada econômica do país, no momento pós-crise. Mas, nesse exato instante, precisam de suporte do poder público para sobreviver até lá.

Não há tempo para medidas brandas ou decisões demoradas. É urgente que medidas públicas sejam tomadas para que as scale-ups sobrevivam pelo período de crise. Por isso, depois de ouvir centenas de empreendedores e especialistas, além de estudar benchmarks internacionais, publicamos nossas recomendações.

Somos a voz dos empreendedores de alto impacto, para que eles acelerem a retomada do Brasil.

 

As scale-ups são os motores de desenvolvimento do Brasil


Scale-ups são parte de um grupo de empresas de alto crescimento, que são as maiores geradoras de empregos no país.

São grandes aceleradoras da inovação no Brasil e no mundo.

Garantem a competitividade de setores tradicionais e do Brasil no mercado global.

medidas para inovação no Brasil

Mas a sobrevivência das scale-ups está ameaçada pela crise


A maioria das EACs tem de 1 a 9 meses de caixa, já que são empresas com modelo de negócios intensivos em capital. Com a desaceleração da economia, sofrem o risco de quebrarem e desaparecerem. Se isso acontecer, a inovação, a velocidade e competitividade brasileiras também estão fortemente ameaçadas.

Conheça as nossas propostas e quais ajustes em medidas do governo defendemos para salvar a inovação no Brasil.

medidas para inovação no Brasil

Medidas de Crédito


Com o cenário econômico, o crédito bancário é uma das poucas alternativas das empresas para prolongarem o caixa. Porém, a exigência de garantias reais, o encarecimento e as condições endurecidas de negociação tornam o crédito inacessível para negócios jovens e inovadores, com pouco histórico financeiro e ativos físicos.

Assim, medidas de flexibilização do acesso ao crédito são urgentes para garantir o fôlego financeiro das scale-ups, como:

Rotinas de avaliação de crédito:

incluindo as especificidades dos novos modelos de negócios como a falta de histórico financeiro.

Flexibilização das alternativas de garantias para EACs:

considerando outros ativos como recebíveis, estoques, aplicações financeiras, investimentos e ativos intangíveis. Outra opção de garantia são as ações dessas empresas.

Bancos públicos como repassadores de crédito:

O BNDES, como um braço das políticas do Banco Central, pode ser o repassador dos empréstimos às empresas, visto que ele também é um órgão direcionador de crédito.

Risco da operação transferido para o Tesouro Nacional:

o governo pode assumir o risco da operação no lugar da instituição financeira credora.

Prorrogação do prazo de pagamento e juros:

além de flexibilização de garantias para operações aprovadas.

Medidas Tributárias


Apesar de apontarem na direção correta, as medidas tributárias já anunciadas beneficiam de forma mais ampla as empresas do Simples Nacional, deixando de fora milhões de pequenas e médias empresas que sofrem na mesma medida com os impactos da crise.

Considerando as necessidades de caixa das empresas e as receitas do governo, sugerimos medidas com foco nas empresas que de Lucro Presumido e Lucro Real:

Critérios mais justos de calibragem para os próximos diferimentos:

de acordo com a queda de faturamento.

Diferimento de tributos federais:

sobre consumo e renda para empresas do Lucro Presumido e Real

Diferimento de tributos estaduais e municipais:

sobre consumo para empresas do Lucro Presumido e Real.

Medidas Trabalhistas


Diversas ações já foram tomadas pelo governo para reduzir custos para os negócios e preservar os empregos. Porém, há preocupações acerca da implementação dessas medidas.

Para que as medidas adotadas pelo governo nesse período de crise sejam efetivas para a proteção dos empregados e das empresas, é preciso que:

Tenham redação clara:

e garantam segurança jurídica aos empreendedores.

Crédito subsidiado

acessível para as scale-ups, para que consigam adequar rapidamente os elevados custos de sua folha de pagamentos ao fluxo de caixa da crise.

Veja o Posicionamento da Endeavor

 

 

 

 

 

 

Compartilhe em suas redes sociais

O futuro do Brasil depende da sobrevivência dessas empresas!
Nos ajude a dar voz a essas medidas com a sua divulgação.