facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Deixando as métricas de vaidade de lado: como a Red Bull criou asas

LoadingFavorito
artigo-100 (1)

O marketing digital pode levar marcas à estratosfera ou afundá-las. Será que sua empresa sabe para onde olhar ou está presa nas métricas da vaidade? 

Você deve se lembrar do Red Bull Stratos, o alucinante projeto em que o paraquedista austríaco Felix Baumgartner saltou da estratosfera rumo à terra. Caso não se lembre, ou nem tenha ouvido falar, assista agora mesmo a este vídeo. Você vai perceber que “alucinante” é pouco para descrever o que foi a experiência.

Alguns motivos fizeram com que o projeto entrasse imediatamente para a história. O recorde de 52 anos quebrado por Baumgartner, por exemplo, do maior salto de paraquedas já registrado, mas aqui vamos nos ater aos impressionantes resultados relativos à audiência, à produção de conteúdo, ao branding… enfim, aos resultados da estratégia de Marketing Digital estabelecida pela empresa  austríaca de bebidas.

  • Objetivo real ou vaidade?

Não é de hoje que a Red Bull vem fazendo sucesso com seus conteúdos. Desde julho de 2008, data em que a empresa publicou o primeiro vídeo no YouTube, o canal da marca já acumula mais de um bilhão de views. Em termos práticos, assumindo que cada visualização equivale a uma pessoa diferente, pode-se dizer que cerca da metade do público global com acesso à internet acompanhou não apenas o austríaco, mas outros atletas ou artistas da Red Bull em performances de tirar o fôlego.

Leia também: Marketing de guerrilha: quando a criatividade não tem limites

É um número extraordinário, sem dúvida. Mas cabe aqui a pergunta: ele estaria sempre alinhado com os objetivos de um negócio? No caso da Red Bull, sim, mas, em muitos outros exemplos, ter um milhão de fãs não é nada além de um número bonito para cintilar as reuniões de resultados. Os tão desejados likes compõe as chamadas métricas de vaidade: ótimas para o ego, péssimas para o negócio.

  • A lição da mitologia grega

Você se lembra do mito de Narciso? Que se apaixonou pelo próprio reflexo na lagoa de Eco e ficou ali, contemplando a si mesmo, indiferente ao mundo ao redor, definhando até a morte? Pois é, o problema da métrica de vaidade é exatamente esse: o encantamento com algo, neste caso, não uma imagem, mas um dado, que faz com que você deixe de lado o que realmente importa.

São relatórios que ficam lindos em um press release, mas que, na prática, não te ajudam a criar um plano de marketing realmente efetivo. Algumas dessas armadilhas são:

  1. Níveis de tráfego/visualizações – tráfego, por si só, não quer dizer muita coisa. É preciso estar vinculado a um plano sólido de conversão de vendas;
  2. Números de usuários: muitas empresas concentram esforços em usuários registrados que não são tão importantes assim. Pelo menos se comparados com os usuários ativos, um segmento que certamente será bem menor do que aqueles registrados; e
  3. Compartilhamentos/curtidas/seguidores: são sedutores, sem dúvida, mas vale lembrar que o Facebook não paga suas contas.
  • Você administra um negócio, não um show

No marketing digital, há muitas armadilhas relativas a essas métricas de vaidade. Entrar em uma rede social nova só por que está na moda; não ter clareza do ROI das campanhas; medir tudo, sem saber qual métrica realmente importa; e ter os times de vendas e marketing trabalhando em silos isolados, por exemplo.

Quanto a likes, curtidas e visualizações, os esforços acima podem render números encantadores, mas é fundamental lembrar que você está tocando um negócio.

Mais olhos nos seus conteúdos não valem nada se você não conseguir convergir a atenção em novas vendas

Quando um gestor associa o aumento de qualquer métrica a uma vitória, sem uma avaliação criteriosa, ele pode cometer um erro grave. Em casos assim, muito provavelmente ele está gastando tempo e recursos com esforços, enquanto os resultados práticos, para as receitas, podem ser absolutamente nulos. O negócio vai definhando, definhando… bem, você conhece o resto da história.

  • Como evitar as armadilhas da vaidade?

Essa é fácil, porque a Endeavor, em parceria com SEBRAE, tem um curso que foi criado exatamente para você se preparar e otimizar esforços no campo do marketing. Estamos falando do Marketing Digital Para o Empreendedor, um curso ministrado pelo especialista Vitor Peçanha, cofundador da Rock Content e que também conta com cases reais de Empreendedores Endeavor, como Mate Pencz, da Printi,Vitor Torres, da Contabilizei.

As aulas não apenas te ajudam a evitar o perigoso território da vaidade, como também contribuem para que você:

  • Desenhe uma estratégia de marketing digital alinhada com os seus objetivos de negócio;
  • Alinhe os times de Marketing e Vendas para trabalharem em conjunto na aquisição de novos clientes;
  • Estruture um time preparado para executar essa estratégia;
  • Conheça as principais métricas de retorno de investimento para você acompanhar.

E o melhor de tudo: o curso é 100% gratuito e online. Não deixe de fazê-lo! Você vai descobrir que, entre o crescimento estratosférico da Red Bull e a alienação de Narciso, existe um caminho ideal para a sua empresa mandar bem no Marketing Digital.

ctaportal-100

Correalização:

Logo Sebrae SITE

A Endeavor é a organização líder no apoio a empreendedores de alto impacto ao redor do mundo. Presente em mais de 20 países, e com 8 escritórios em diversas regiões do Brasil.

Acreditamos que a força do exemplo é o caminho para multiplicar empreendedores que transformam o Brasil e por isso trazemos aprendizados práticos e histórias de superação de grandes nomes do empreendedorismo para que se disseminem e ajudem empreendedores a transformarem seus sonhos grandes e negócios de alto impacto.

Deixe seu comentário

2 Comentários

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. Ronaldo Barros - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Realmente existem muitos analistas de marketing que se enfeitiçam por grandes números invés de focarem no resultado efetivo do negócio. Por isto defendo a ideia que fazer anúncios em Portais de Nicho são muito mais efetivos que anunciar em grandes portais que todo vê mas não compra. Veja meu artigo em: https://goo.gl/ii7fwk

    Ronaldo
    blog.portaldolocador.com/ronaldobarros

  2. Rodrigo Kirov - says:

    8 curtidas
     
    Curtir

    Acredito que este título não seja apropriado para o conteúdo apresentado. Esperava alguma profundidade e conhecimento que fosse além da simples divulgação do curso online que toma um terço do texto. Repensem.

Parceiros
Criação e desenvolvimento: