Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Como Acertar na Reunião de Brainstorming

LoadingFavorito

A técnica de brainstorming pode ajudar a solucionar diversos problemas, mas cuidado com a forma de aplicá-la.

Estamos no século XXI, com teorias avançadíssimas de administração e negócios e, não obstante, me deparo em reuniões ineficientíssimas e intermináveis dentro de grandes empresas. Há alguns anos, em um dos clientes que tive, padecíamos das reuniões de Diretoria que tinham reservadas praticamente o dia inteiro nas segundas-feiras. Em nome do “Brainstorming” e da criação conjunta, perdíamos de cara 1/5 da semana de trabalho em um evento inútil e odiado por todos. Vocês certamente já passaram por isso.

Vou usar o exemplo acima como antítese de como se fazer uma reunião. Reuniões segunda de manhã, sem preparação ou agenda, não funciona. No mínimo se gastará uma boa parte do tempo acordando e referenciando aos momentos do fim de semana. Segundo, reunião de acompanhamento de resultados deveria ser simples, rápida e processual e nunca confundida com reuniões de geração de idéias. Terceiro, o ambiente ideial para geração de idéias e inovação é, geralmente, fora do contexto do dia-a-dia, tipicamente um hotel, resort, ou até um “buteco”, costumam inspirar inovações fora da caixa.

Deixando então o mau exemplo de lado, me recordo de um evento que fizemos de Inovação para a Coca-Cola do Japão há alguns anos, que talvez tenha sido o mais bem sucedido Workshop de Brainstorming e Inovação na minha experiência.

Voamos para Tóquio os 10 maiores experts de marketing e produtos da Coca-Cola mundial. No primeiro dia do evento, eles tomaram café da manhã, almoçaram e jantaram na casa de famílias de consumidores e ao longo do dia, pegaram carona nos caminhões de distribuição a supermercados, bares, restaurantes e reposição das vending machines.

No segundo dia, em um hotel inspirador, tivemos o Workshop propriamente dito. Estimulados por sessões de meditação, grupos de mediadores super treinados, o grupo teve a missão de inventar novos produtos, serviços, ou seja lá o que fosse, que multiplicasse por 10 o “share of liquid intake” (share de produtos Coca-Cola – incluindo cafés ou chás de todos os líquidos consumidos) dos japoneses pela Coca-Cola em 10 anos.

Pois bem, reunião bem objetiva, preparada, estruturada, com ambiente adequado, não hierárquico, não penalizador para idéias absurdas, com audiência correta e eclética, separado do dia-a-dia e com missão clara e ultra desafiadora, gerou novas linhas de produtos cafés, chás, novos sabores de refrigerantes, aquisições de empresas e muito mais. Talvez, em dois dias de reunião conseguimos um road-map de inovação e planejamento estratégico que não se consegue por vezes em meses de projeto.

Certo que para toda reunião de brainstorming você não precisa paralisar e voar meio mundo para acertar, mas pelo menos em respeito aos seus colegas e colaboradores, defina claramente as metas e tempos de cada reunião, comece e termine no horário e escolha o processo e ambiente adequado aos objetivos da mesma. É o mínimo que se pode fazer em pleno século XXI.

 

André Bianchi Monte-Raso é especialista em estratégia, start-ups e desenvolvimento de negócio, consultor de grandes grupos de mídia, tecnologia e Telecom.

 

Veja Também:

Mentes Criativas: Canais Propícios Para Inovação

O futuro dos negócios digitais no Brasil

Davi e Golias

Real X Virtual

, Mobi9, Fundador e CEO
Especializado em estratégia, start-ups e desenvolvimento de negócios, tem prestado consultoria a grandes grupos de mídia, tecnologia e telecom. Foi responsável pela unidade de negócios digitais do Grupo Estado, por 2 anos onde liderou o relançamento digital do grupo incluindo estadao.com.br, limao, território eldorado, ilocal, zap, aeinvestimentos, paladar.com, diretodafonte.com e link.com. Anteriormente, esteve ligado ao Grupo Oi/Telemar por 5 anos, realizou o start-up da Oi (mobile) como consultor e posteriormente como executivo liderou a área de estratégia e novos negócios, no qual coordenou lançamento do portal Oi Internet (Mundo Oi) e estratégia de conteúdo, mídia e TV do grupo. Antes foi consultor de estratégia por mais de 15 anos, principalmente com a McKinsey, tendo trabalhado nos escritórios de Milão, São Paulo e Tóquio servindo clientes globais nas áreas de Telecom, Consumo, Varejo, Mídia, entre outros. Engenheiro elétrico pela Poli-USP e MBA pelo INSEAD, cidadão global, viveu em vários países e fala 7 idiomas, português, italiano, inglês, espanhol, francês, alemão e japonês.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: