facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

Criando processos mais previsíveis

LoadingFavorito

É preciso pensar de 'agora em diante', utilizando o passado somente como aprendizado e não como justificativa.

Assim que entrei no ramo de consultoria em gestão empresarial, o meu primeiro cliente me perguntou: “Como eu poderia aumentar a previsibilidade dos resultados dos processos da nossa empresa?”, uma pergunta nada fácil de responder, uma vez que a quantidade de variáveis envolvidas é elevada. Existe uma única resposta? Não. Portanto, conduzimos de forma a chegarmos a uma solução que fosse a melhor para a ocasião e precisávamos entender exatamente a necessidade e expectativa do presidente.

Para tanto, iniciamos a análise através de perguntas estruturadas e ao final entendemos que o objetivo era profissionalizar a gestão a ponto de não depender mais do presidente operacionalizar os processos. Ele gostaria de ter mais tempo para investir na Estratégia da Organização e aumentar a responsabilidade e autoridade dos gestores. Mas dado que os processos estavam imprevisíveis, os resultados flutuando a cada momento, o presidente se sentia inseguro e se via no papel de contribuir e auxiliar na operação do dia a dia.

Tendo em vista este cenário, iniciamos a implantação de painéis de indicadores de desempenho por processo com metas definidas pelos gestores e validada pelo presidente. Reforço que foram indicadores essenciais para a gestão, poucos, mas importantes e vitais. Com o envolvimento verdadeiro e real da equipe, onde apesar de no passado possuírem metas, mas não definidas por eles, se sentiram mais confiáveis e inseridos no contexto da organização.Após a definição dos indicadores, iniciamos as análises dos processos e identificamos diversas oportunidades de melhorias, onde ao aliarmos o conhecimento do dia a dia, técnico e operacional existentes na organização e a visão isenta da consultoria conseguimos elevados ganhos.

Com toda esta movimentação na empresa notamos três tipos de situações que nortearam a mudança:

• Pessoas que outrora estavam “apagadas” se sentiram mais motivadas e cresceram profissionalmente;

• Pessoas que eram consideradas boas gestoras de forma empírica, com a adoção dos painéis de indicadores com metas desafiadoras e factíveis, comprovamos com fatos e dados;

• E outras que o próprio sistema de gestão se encarregou de demonstrar se o patamar de resultados atuais seria o suficiente para o objetivo futuro da organização.

Além disto, entregamos maior fluidez para os processos, onde existiam retrabalhos, morosidades, falhas, falta de comunicação, fomos eliminando em conjunto com a equipe de gestores.

Em paralelo envolvemos a área de tecnologia da organização para aderir os sistemas com os novos processos, objetivando a perenização dos resultados.

Para que conseguíssemos os resultados almejados toda a equipe envolvida foi sensibilizada no sentido de quebrar barreiras e pensar do agora em diante, utilizando o passado somente como aprendizado e não como justificativa.

Portanto, a estabilidade e previsibilidade dos processos foram alcançados com o real envolvimento das equipes e lideranças, aliado a uma metodologia de melhoria e modelagem de processos, bem como a gestão da mudança e transformação da empresa.

 

Eduardo Bezerra é CEO da Exection, e conta com mais de 15 anos de experiência em conusultoria em gestão empresarial.

 

Leia mais:
Os números falam. Como ouvi-los?
Executar é Questão de Sobrevivência!
Como Envolver a Equipe na Definição de Metas
Base de Dados é a Base de Tudo

 

, Exection, CEO

Eduardo conta com mais de 15 anos de experiência em consultoria em gestão empresarial focada na busca por resultados perenes e execução dos projetos junto com os empreendedores e gestores, desde a Estruturação Organizacional até a Modelagem dos Processos que sustentam a estratégia. Sua experiência inclui ainda cargos de liderança em projetos em empresas de consultorias consagradas como INDG e TOTVS, é parceiro da Endeavor desde 2004. Ao longo de sua carreira atuou nos segmentos: manufatura, energia, bancos, saúde, logística, tecnologia, comunicação e mídia, entretenimento, luxo, educação, transporte aéreo, turismo e automotivo. Atualmente, é CEO da consultoria Exection - Executive In Action.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: