facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

A gestão da ética como estratégia

LoadingFavorito

Qual é a atenção que a sua empresa dedica à ética? Conheça 4 meios de enfrentar a fraude, a começar pela atitude do líder.

A ética faz parte da estratégia da minha empresa tanto quanto os resultados?

Se a sua resposta a essa reflexão for negativa, considere que o risco de ocorrência de fraude na sua empresa aumenta potencialmente a cada dia.

Lançado recentemente pela ICTS, empresa de consultoria e serviços em gestão de riscos de negócios, o Relatório Bienal da Pesquisa do Perfil Ético dos Profissionais das Corporações Brasileiras mostra que, dos 3.211 profissionais de 45 empresas privadas no Brasil entrevistados, 69% serão flexíveis quando confrontados em dilemas éticos no seu dia a dia. Ou seja, vão agir conforme o ambiente e as circunstâncias a que estiverem expostos.

Isso pode ser uma boa ou má notícia, a depender do nível de atenção que a organização dedica ao tema: ética.

Embora a fraude seja um fenômeno complexo, porque tem uma dinâmica não-linear, algumas ferramentas de compliance (estar em conformidade e fazer cumprir regulamentos internos e externos) podem contribuir para o seu enfrentamento. Daí a importância das organizações investirem em um programa de gestão da ética que compreenda ações, como:

- Elaboração de código de conduta: ferramenta que abrange, além de normas e diretrizes sobre valores éticos que devem ser seguidos, os comportamentos que a empresa espera de seus funcionários em situações específicas.

- Política de comunicação permanente: é importante que a organização adote, para seus colaboradores, medidas educativas quanto aos valores éticos expressos no código de conduta. O intuito é ampliar o grau de aderência desses valores aos valores dos funcionários.

- Estabelecer sistema de recrutamento centrado na ética:atração, seleção e retenção de funcionários que compactuam com os valores éticos incorporados pela organização torna-se fundamental, uma vez que a não aderência a tais valores pode facilitar a adoção de comportamentos sem compromisso com a ética, nos quais os agentes atuam em consonância com seus interesses pessoais em detrimento dos interesses da organização.

- Instituir comitê de ética: recomenda-se que as organizações constituam um comitê de ética, com responsabilidade educativa. O monitoramento de ambientes e de transações está correlacionado com a instituição de sistemas de controle interno, cujo objetivo é reduzir as possíveis vulnerabilidades existentes nos processos da organização e assim mitigar riscos.

A Pesquisa demonstrou ainda que o líder pode ser mais flexível do que o liderado. Se o comportamento do líder é fortemente influenciado pelo contexto, as pressões pelos resultados e a cultura organizacional permissiva não contribuem para os comportamentos éticos. Vale ressaltar ainda que as ferramentas de compliance não estancam o problema da fraude, mas está claro que a sua inexistência fortalece esse fenômeno.

Acesse aqui a Pesquisa do Perfil Ético dos Profissionais das Corporações Brasileiras

Renato Almeida Santos é gestor da área de Análise de Aderência à Ética na ICTS Global.

, S2 Consultoria
Renato Almeida dos Santos formado em Direito, MBA em Gestão de Pessoas, Mestre e Doutor em Administração pela PUC-SP. Foi executivo da área de Compliance e Prevenção a Fraudes Organizacionais em consultoria internacional de Gestão de Riscos por 12 anos. Ministrou diversos cursos e palestras no Brasil e Exterior (China). Anteriormente, trabalhou no Ministério da Defesa, como Oficial do Exército Brasileiro e na Duratex S/A, na área de Recursos Humanos. Docente de Pós-Graduação e Graduação na FECAP, FEI e SENAC. Coordenador do MBA de Gestão de Riscos e Compliance da Trevisan Escola de Negócios. Premiado pela CGU e Instituto Ethos e autor do livro “Compliance Mitigando Fraudes Corporativas”.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: