facebook
Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

3 motivos para sua empresa estar nas redes sociais

LoadingFavorito
3 motivos para sua empresa estar nas redes sociais

Entenda os 3 papeis fundamentais das redes sociais para usá-las de forma mais eficiente.

Pesquisas apontam que mais de 1 bilhão de pessoas no mundo utilizam redes sociais e o brasileiro é um dos que mais acessam. Segundo pesquisa realizada este ano pela Nielsen, provedora global de informações e insights sobre consumidores, o desejo de dar opiniões sobre produtos e serviços é citado por 68% dos usuários de redes sociais, ou seja, cada vírgula que sua empresa posta nas redes sociais impacta um número exorbitante de pessoas.

Além disso, se pararmos para pensar, é essencial que a empresa tenha uma página no Facebook e um perfil no Twitter. Não são mais aceitos argumentos como: “Ah… Estamos montando” ou “Estamos contratando uma empresa especializada para desempenhar esse papel”. Esqueça isso já! Aceite que as redes sociais são uma realidade e não dá para deixar de lado, correndo o risco da pena, que pode ser alta.

Neste contexto, muitos gestores querem saber como utilizar melhor as redes sociais, como a sua empresa pode se posicionar, o que devem ou não fazer.Um bom ponto de partida é entender seus 3 propósitos principais:

1. Funcionar como um termômetro de como o público em geral enxerga a sua marca e produtos. Isso ajuda a posicionar-se e caminhar com um pouco mais de luz. Diferente de uma pesquisa formal, na qual os entrevistados são questionados intencionalmente e com um objetivo final, nas redes sociais os clientes espontaneamente e sem qualquer estímulo direcionado lhe darão opiniões valiosas sobre o que pensam dos seus produtos, serviços e principalmente a melhor e pior forma de utilização dos mesmos.

2. Atuar como uma “Central de Atendimento ao Cliente”. Por meio das redes sociais, a empresa saberá antes de qualquer outro meio as maiores verdades e as coisas urgentes e importantes que deve saber. E não adianta a preocupação de antecipar-se aos problemas, afinal, eles simplesmente aparecem de onde menos se espera. Seja porque um funcionário no ponto de venda não tratou bem algum cliente, porque a mercadoria estava em falta ou até mesmo porque a empresa não se preparou para um bom serviço.

Um pequeno deslize replicado para um número grande de clientes atuais e em potencial fez muitos executivos enxergarem o social business como uma ferramenta estratégica. Hoje são contratados profissionais de comunicação e marketing para desempenharem tal função, que necessariamente deve estar vinculada aos objetivos desses departamentos. De uns anos para cá, foram criados muitos cursos de extensão e até pós-graduação para quem deseja atuar na área. Tenha profissionais capacitados!

3. Construir uma boa reputação para a sua marca. Esse item está atrelado aos outros dois, mas assim como toda ação de comunicação e marketing, as redes sociais precisam atender aos objetivos da empresa, ou seja, ao posicionamento e a imagem que se deseja atingir, caso contrário nada disso faria sentido.

Hoje, temos várias formas interessantes de fazer publicidade nas redes sociais, a mais comum é a compra de mídia diretamente, onde a empresa coloca um botão, um banner, um link ou tweet patrocinado. Tem diversas vantagens: a primeira e mais importante é calcular o custo em uma quantia que caiba no tamanho do seu bolso, a segunda grande vantagem é que podemos medir facilmente e saber se está tendo ou não retorno sobre o investimento. Portanto, invista nas redes sociais!

Nessa mesma linha, uma empresa de alimentos, por exemplo, em vez de publicar assuntos claramente publicitários como “compre nosso leite condensado”, pode criar conteúdos informativos e ensinar a fazer um delicioso bolo, passar a lista de ingredientes e indicar onde comprá-los, tudo isso gratuitamente. O mundo da internet e, principalmente, das redes sociais está mudando muito rápido e é importante que sua empresa saiba como seguir as tendências.

Claudio Gandelman é fundador e CEO do Teckler, rede social que remunera os internautas pelo conteúdo produzido.

, Teckler, Fundador

Claudio Gandelman é fundador do Teckler. Carioca de 43 anos, é formado em Economia e nos últimos cinco anos esteve à frente do Match.com para a América Latina, detentor da marca ParPerfeito no Brasil. Ele começou a carreira em 1992, no Banco Nacional, e desde então sempre assumiu cargos de destaque em empresas do mercado financeiro, seguradoras e de internet, como Ágora, Icatu Seguros e Lokau.

Deixe seu comentário

Parceiros
Criação e desenvolvimento: