Você já se perguntou por que
nosso conteúdo é gratuito?
Somos uma ONG de fomento ao empreendedorismo de alto impacto que capacita
4 MILHÕES
DE EMPREENDEDORES
A CADA ANO
Faça a sua doação e contribua para continuarmos
este trabalho em 2016!

2015 vai ser um ano difícil!

LoadingFavorito
ano difícil

Em um ano difícil, quem é profissional se destaca, ganha espaço e cresce. Quem não é, sofre!

Dizem que 2015 será um ano difícil. Que o PIB vai crescer pouco ou nada, que a inflação vai persistir, que os juros serão altos, que o dólar vai disparar… Eu paro e penso: “E eu com isto?”. A resposta é que, para mim, nada muda. Aliás, pode até melhorar!

Anos difíceis são como mar alto: só surfista profissional entra na água. Em um ano difícil, fica bem mais fácil de ver quem é realmente bom. Anos “bons” nivelam por baixo. As condições “boas” escondem a incompetência, a gordura, o equipamento abaixo do padrão. Todo mundo prospera, mesmo que um pouco. Mais por sorte que por juízo.

Em um ano difícil, os amadores não têm vez. Improviso não é suficiente. Sorte não é suficiente. Energia bruta não é suficiente. Nos anos difíceis, você tem que ser profissional. Para prosperar, você precisa de um plano. Não qualquer plano. Você precisa de um plano profissional, feito com técnica, e você precisa executar seu plano de forma disciplinada – isto também exige técnica.

Em um ano difícil, você tem que gerir seu caixa de forma profissional, o que significa gerir toda a sua cadeia de forma adequada, de uma ponta até a outra. Você também precisa de gente profissional do seu lado. Gente mais ou menos não vai ser suficiente. Você vai precisar treinar mais, acompanhar mais. Errar é muito caro em anos difíceis.

Em um ano difícil, o consumidor fica muito mais exigente. Ele sabe que seu dinheiro vale mais e ele quer mais em troca. Seus clientes testam você mais, pois eles não querem mais do mesmo. Eles querem mais. Você tem que inovar, para gerar valor novo e se diferenciar de seus competidores. Para não só manter seus clientes, como ganhar os clientes exigentes de seus competidores, que estarão mais atentos. Você também tem que investir em comunicação. Sem medo.

Anos difíceis requerem muita inteligência.

2015 será um ano difícil. Vai ser fácil ver quem é profissional e quem não é.

E você? Qual é o seu plano para 2015?

, Consultor
Consultor e Palestrante nas áreas de Estratégia e Gestão de Pessoas. Começou sua carreira na área de TI, fundando em 1989 a startup Iris do Brasil, vendida em 1997 para a ADP Systems. Foi Diretor da Gestech Consultoria Empresarial, Diretor Corporativo de RH da Gazeta Mercantil, Diretor de Tecnologia da ADP Brasil e Vice-Presidente Executivo da ABRH Nacional. Como consultor liderou dezenas de projetos de transformação, tendo entre seus clientes: Syngenta, Baxter, GRSA, Gruppo Campari, Grupo Santander, AON Affinity, Banco Daimler-Chrysler, Mapfre Seguros, Grupo Telefónica, Martin-Brower, McLane, Termomecânica, UAB Motors e FIEP. Consultor Associado na Tempo Zero e na Galunion. Consultor Certificado DISC eTalent. Membro do CORHALE, na ABRH Nacional. Conselheiro da ABRH-SP e da Sobratt.

http://danielcastello.com.br

Deixe seu comentário

6 Comentários

Faça login para deixar seu comentário sobre este conteúdo
ordernar por: mais votados mais recentes
  1. antonio santini - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    E, agora que a “porca torce o rabo..” e a quebradeira vai ser geral..portanto tenhas, um bom plano e icem as velas porque o mercado vai esta uma maravilha, e repletos de bons negócios com suas fraturas expostas e clamando por socorro. vai ser um verdadeiro. salve-se quem puder. vender todos vão querer, encontra o comprador,já sera outra questão. e o desespero já traz as boas liquidações..

  2. 1 curtidas
     
    Curtir

    Essa maré de instabilidade econômica é de longa data. Lembro que escrevemos em uma revista do segmento que atuamos sobre a necessidade da mudança de visão do empresário. É como dizem: há aqueles que choram e outros que vendem lenço. Para superar essa situação realmente temos que ser muito inteligentes e agirmos de forma efetiva… dessa forma, sim, podemos transformar a crise em oportunidade.

  3. Erickson Fonseca - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Materializou de forma clara um um sentimento que tinha e não conseguia expressar. Muito bom!

  4. Marcelo de Carvalho Carapinha - says:

    0 curtidas
     
    Curtir

    Muito bom!

  5. Eduardo Bertoldo - says:

    3 curtidas
     
    Curtir

    Muito bom! Concordo! Isso nos impulsiona! Vlw Daniel!

  6. Leandro Camargo - says:

    5 curtidas
     
    Curtir

    Show!

Parceiros
Criação e desenvolvimento: